Perguntas Frequentes

Dúvidas Frequentes

Os sistemas podem ser Térmicos (para aquecimento) ou Fotovoltaicos (para energia elétrica). A energia solar térmica serve apenas para chuveiros, piscinas, aquecimento de ambientes ou processos industriais. Já o sistema fotovoltaico atende toda a energia elétrica do imóvel, e pode ser implantada tanto para locais remotos (sem energia), sendo chamados de sistemas isolados ou Off grid, quanto para locais com acesso à energia elétrica para redução do consumo, sendo então chamados de sistemas conectados à rede ou Grid tie.

Isso depende de vários fatores como a potência do painel, local da instalação, orientação e inclinação do painel, temperatura, sombreamento, dentre outros. Um painel de 100 Wp no Brasil pode produzir em média um máximo entre 400 e 650 Wh por dia (ou entre 12 e 20 kWh por mês). Um painel de 200 Wp produzirá o dobro. Deve-se ainda considerar as perdas de energia, na ordem de 35% para sistemas com baterias e 20% em sistemas conectados à rede.

Para dimensionar seu sistema como um todo, solicite um estudo e orçamento.

W (Watt) é uma unidade de medida para potência (equivalente a um Joule por segundo). Potência é a quantidade de energia cedida por uma unidade de tempo.

Wh (Watt-hora) é uma unidade de medida de energia gerada. Ex: Uma potência de 10 W exercida por 3 horas equivale a 10 x 3 = 30 Wh

Wp (Watt-pico) é a unidade de medida utilizada para painéis fotovoltaicos e significa a potência em W fornecida por um painel em condições especificas e reproduzidas em laboratório. É a potência máxima que um painel pode fornecer em condições ideais.

kWh (kilo-Watt-hora) são 1000 Wh sendo que k se refere a 1000 para qualquer unidade de medida, como por exemplo kWp e kW que são 1000 Wp e 1000 W respectivamente. kWh é a unidade de medida de nossa conta de luz

(Ex: Um painel de 100 Wp utilizado por 50 horas – com irradiação e condições especificadas de laboratório – produzirá 5.000 Wh ou 5 kWh)

Inversores: Que transformam a corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA) e ajustam a voltagem de acordo com a necessidade. Inversores de sistemas conectados à rede elétrica também possuem a função de sincronizar o sistema com a rede.

Baterias: Usadas em sistemas isolados para armazenar energia

Controladores de carga: Usados em sistemas isolados e que controlam o carregamento das baterias

Outros equipamentos: Além dos equipamentos principais, são necessários ainda Cabos, Estruturas de fixação para os painéis, Proteções elétricas, e outros acessórios.

Os incentivos vêm aumentando consideravelmente nos últimos 5 anos. Existem em sua maioria na forma de linhas de crédito de bancos públicos e dos próprios governos estaduais, por meio de financiamentos com taxa de juros atrativa. Existem outros incentivos e programas regionais, para fabricantes e também consumidores. Contudo, ainda há muito para crescer nesse caminho da geração de energias sustentáveis. Hoje, pode ser considerado um caminho necessário e sem volta para a humanidade.

Depende do tamanho e características do sistema bem como da forma como eles deverão ser montados nos arranjos. Um sistema de 1,5 kWp ocupa uma área de aproximadamente 9,5 m2 de painéis.

Sim e este é uma das aplicações mais utilizadas em todo o mundo. O sistema funciona de forma integrada com a rede elétrica e o consumidor pode trocar energia com esta rede, pagando apenas a diferença entre seu consumo e a produção própria de energia.

Caso você não tenha acesso à rede elétrica é possível fazer um sistema isolado (off grid). Neste caso, o sistema precisará de baterias para armazenar a energia para a noite e dias nublados.

Um sistema fotovoltaico conectado à rede tem uma vida útil de 30 a 40 anos, sendo que a maioria dos painéis fotovoltaicos tem garantia de 25 anos para produção de pelo menos 80% da potência nominal. Já os inversores têm garantia de 5 a 10 anos e um vida útil esperada de 10 a 15 anos, podendo ser trocados. Alguns microinversores têm vida útil maior, chegando a 25 anos.

No caso dos sistemas isolados da rede elétrica (off grid), os inversores e controladores de carga têm garantia de dois anos e vida útil de 5 a 10 anos, mas a principal diferença (especialmente em custo) fica por conta das baterias que ainda são caras e devem ser substituídas com maior frequência. As baterias mais usuais tem vida útil de 4 anos e baterias especiais podem chegar a 10 a 15 anos de duração, sempre dependendo de um bom dimensionamento e uso.

Não. Monitoramos remotamente todos os sistemas de Energia Elétrica Solar dos nossos clientes para garantir a máxima produção de energia. Caso haja diminuição da performance do sistema entramos em contato com você para verificar se não há acumulo de sujeira nos painéis ou algum outro objeto que possa estar atrapalhando a captura da luz do sol.

Sim, mas esta opção é para quem está disposto a investir um pouco mais no sistema de Energia Elétrica Solar. Para se tornar totalmente independente da sua distribuidora de energia, você precisará de baterias para armazenar toda a energia produzida pelo seu sistema para poder utilizá-la a noite ou em dias muito nublados. Acreditamos que esta opção será economicamente atrativa em breve.

Ainda tem alguma dúvida? CLIQUE AQUI e entre em contato conosco.